Por que os adolescentes se irritam tanto?

19 de junho de 2014 16 comentários



Quem tem adolescentes em casa ou trabalha como eles como educadora sabem direitinho o que estou falando.

Tudo é motivo de irritação.

Gosto de observar as pessoas, principalmente os adolescentes, pois acho muito interessante. As crianças são leves e espontâneas, elas de fato não se preocupam com quem está por perto, diferentemente dos adolescentes que parecem estar sempre querendo dizer algo para todos, sejam através de suas roupas, gestos, falas, posturas ou humor. Ah, o humor, cheguei no ponto chave de nossa conversa de hoje. Quase todo mundo conhece ou vai conhecer um adolescente irado, pois quase todos expressam a sua ira em algum momento. Para eles, este é um poderoso meio de comunicação dos seus sentimentos, mas em geral ela é assustadora para os pais e as demais pessoas que convivem com os jovenzinhos.
Os pais sempre perguntam: “É normal um adolescente sentir tanta raiva?”. A resposta é “Sim”. Todos os adolescentes experimentam esta emoção. Quem nunca se pegou com seu filho dizendo: “Você não pode falar nesse tom de voz comigo!”. Bem, pelo menos eu já disse, e confesso que foi várias vezes. Além de ser mãe de adolescentes sou educadora e trabalho com eles diariamente.
Dizer simplesmente aos nossos filhos que deixem a sua raiva de lado não adianta muito, precisamos ensiná-los a usar construtivamente este emoção. E como fazemos isso? Tenho um exemplo pessoal que ocorreu em casa há algum tempo atrás; o meu adolescente, 15 anos de idade estava jogando no seu computador, ele têm um “pavio meio curto” e como não estava acertando a jogada, ele “espancou” o teclado da máquina. Eu lhe disse: filho, assim o computador quebra e você não poderá mais jogar, porque não bate no colchão em uma caixa vazia? Ele me olhou por um segundo e foi no mercado ao lado e pediu uma caixa vazia, coitada da caixa, apanhou bastante, pode imaginar como ficou. Bem, sinceramente espero que ele aprenda a lidar positivamente com toda a sua raiva.
Mas como podemos ajudar os nossos adolescentes irados? Quero começar pelo que “Não”devemos fazer, pois tais comportamentos somente aumentarão a ira, estas dicas servem para as crianças também:
  • Não forcem o adolescente a pensar ou a agir de determinada forma;
  • Não tirem dele objetos apreciados, esperando coagir o jovem a colaborar;
  • Não diga que ele precisa pensar em maneiras construtivas de lidar com as suas emoções (quem está com raiva não pensa);
  • Não use força física;
  • Não o faça se sentir culpado para que se arrependa;
  • Não use chantagem;
  • Não retire o afeto para que ele aprenda a respeitar as suas emoções;
  • Não dê sermões;
Então o que podemos fazer? 
Convido vocês a compreendê-los. Os adolescentes irados em geral, lançam a acusação: “Você não me entende!” quando começamos a entendê-los a “cura da raiva” começa a acontecer.
A raiva de um adolescente sempre tem uma fala por trás e fazermos realmente um esforço para compreendê-las é tentar efetivamente ajuda-los, sem a necessidade da força física, castigos ou argumentos sobre a vida, etc., pois eles pensam: “Esta não é a minha experiência, é a sua!” E eles têm razão.
Eis algumas declarações que já escutei desses adoráveis jovens:
“Ninguém nota as minhas necessidades”, pode parecer exagerado, mas ele está pedindo para ser tratado com justiça. Eles se sentem desrespeitados.
“Tenho vergonha do erro que cometi, mas como posso admitir sem levar sermão?” O embaraço vivido por uma experiência muitas vezes é disfarçado de ira. Eles não gostam de parecer fracos. Mas quem gosta?
“Eu perco o controle” Na adolescência provamos de uma independência que não tínhamos na infância e tememos perdê-la.  É só lembrar de você adolescente, tenho certeza de que já passou por isso.
“Eles acham que eu não sei tomar decisões”  Eles estão tentando ganhar autoconfiança e maturidade e precisam ser assegurados por nós que podem ser capaz de tomar decisões e que isso é um aprendizado.
“Eu não quero perder a minha juventude” Acho esta expressão muito significativa, principalmente quando vêem da boca de meninos e meninas de 13, 14 anos.  Eles se referem ao aqui e agora, para eles a juventude está acontecendo e querem explorar o mundo. Precisamos ensiná-los a fazer isso com responsabilidade.
Não pense que a raiva do adolescente vai passar imediatamente só porque você o está compreendendo, as coisas não são tão rápidas assim. Quando você está com raiva, você se acalma imediatamente? Claro que não, não é? Você precisa de um tempo, até para a respiração se normalizar, o coração desacelerar, etc. Com o adolescente é da mesma forma. Então tente agir da seguinte maneira em momentos de crise de raiva do(a) seu(a) filho(a):
  • Evite uma explosão de ânimos entre vocês, ou seja, evite brigas inúteis (na verdade elas sempre são inúteis), pois em uma discussão com um adolescente você pode ganhar uma batalha, mas você perde a guerra. Espere ele se acalmar para depois conversar.
  • E nessa conversa foque a situação de maneira objetiva, sem sermões que eles simplesmente odeiam e não use a sua experiência de vida para dar exemplos do tipo, “Quando eu tinha a sua idade…” esse argumento só levará o adolescente a pensar que você não o entende e não entende nada.
  • Repense na relação de vocês, o que ele pode estar dizendo por trás de tamanha raiva, esse é um grande passo para a compreensão. Uma dica: coloque-se no lugar dele, pensando “Se eu tivesse X idade o que eu queria dizer com isso?”.- Tenha mais tempo de qualidade com seu filho adolescente. Preocupamos-nos de fazer isso quando eles são pequenos, mas deixamos de lado quando eles crescem, porém as necessidades continuam, em formato diferente, mas estão aí. Eles querem a nossa atenção e o nosso respeito. É claro que não posso deixar de mencionar o amor, mas amar simplesmente não basta, o amor precisa estar associado a compreensão, paciência, comunicação e orientação positiva.
Penso que muitas vezes nos afastamos de nossos filhos quando eles crescem porque não sabemos lidar com o adolescente e adulto que existe dentro de nós. E quando nos vemos refletidos em nossos filhos, ficamos assustados e irados tanto quanto ou mais que eles. É como se estivéssemos com raiva de nós mesmos.

16 comentários:

  • Lucimar da Silva Moreira disse...

    A adolescência é uma idade muito dificio, pois eles dependem dos pais, eles querem fazer algo e não podem,eles muitas vezes querem agir como adultos,e isso pode provocar a ira deles, os pais precisam ensinar os filhos muito nessa idade que é dificil, Toninha beijos.
    Blog /Fan Page / Twitter /

  • Nal Pontes disse...

    Lindo poster, bons conselhos para quem lida com adolescentes. Parabéns pelas dicas maravilhosas. bjssss

  • dona de casa também se arruma disse...

    Verdade, é difícil lidar com eles, o meu mais velho ainda é pré adolescente, mas já apresenta sinais de aborrecente, como se chamava os adolescentes que entravam nessa fase de ira. Muito bom o texto.

    http://www.donadecasatambemsearruma.com.br/
    http://deusguianossospassos.blogspot.com.br/

  • Yasmine disse...

    Nossa graças a Deus passei dessa fase tão complicada!
    Seu blog é tão fofooo! *-*
    beijos!!
    www.makeupageek.wordpress.com

  • Isa Lopes disse...

    Precisa ter muita paciência com adolescentes, eu tenho uma sobrinha adolescente ainda bem que ela é sossegada mas mesmo assim tem os seus momento de raiva kkkkk.
    Beijos!
    islary34.blogspot.com

  • Priscila Casimiro disse...

    Oi, Toninha.

    Amei o texto e simplesmente me vi dentro dele quando era adolescente.
    Acho que o diálogo é tudo e ainda melhor se for construído desde a infância.

    Passa lá no meu blog também.

    Bjs, Pri
    Mãe Sem Frescura
    Maesemfrescura.blogspot.com

  • Amanda Coimbra disse...

    òtimo, assunto .
    realmente é muito difícil lidar, com os adolescente, adorei o poster.
    bjos

  • Leteia Bispo disse...

    Ótimas dicas
    Muito cuidado com o que vai falar com eles
    Bjus
    http://segredosdaluma.blogspot.com.br/

  • simeia silva disse...

    Eu era bem estressada quando adolescente, espero que meus pequenos sejam mais calmos...
    bjs

 

©Copyright 2013 - Todos os Direitos Reservados - Toninha Ferreira Mundo Mãe | Design By Arte e Design