A Importância de Valorizar o Esforço do Filho

24 de abril de 2013 18 comentários


Mãe, quando foi a última vez que você recebeu um elogio de seu filho? Elogios são muito importantes: por meio deles nos sentimos mais felizes, percebemos o que fazemos de bom e ficamos motivados para repetir o comportamento que foi aprovado pelos outros. O elogio bom é aquele que não vem junto com críticas e nem é irônico ou mentiroso.


E você, mãe, quanto tempo faz que você elogiou o seu filho? Que tipo de elogio você costuma fazer para seu filho? Quando os pais elogiam os filhos, além de eles se sentirem bem, aprendem a elogiar os outros e passam a se tornar mais íntimos dos pais.

Porém, nem sempre elogiar é fácil, pois estamos muito acostumados a apenas enxergar os problemas. O filho está com a mochila suja, mas lavou a lancheira. O que dizemos? “Filho, por que você sujou a mochila?”

Perceber o que os filhos fazem de bom é uma tarefa que exige muito treino. Em primeiro lugar, é preciso notar quais os comportamentos dos filhos que agradam para, em seguida, perceber qual é o melhor elogio, de acordo com o seu filho e ocasião. 
Por exemplo, um filho adolescente provavelmente não vai gostar de escutar: “Que lindinho, você fez tudo certo!” Esse tipo de elogio é mais apropriado para uma criança. Além do elogio, é possível valorizar o comportamento do filho de outras formas, como por exemplo, com pequenos presentes, com carinhos físicos (afagos, abraços, beijos, encostar a mão no ombro), fazendo algo que a criança gosta (uma comida, uma brincadeira), expressando sentimentos de alegria e satisfação e concedendo atenção. Em especial, a atenção tem um grande poder de valorizar as pessoas.

A melhor ocasião para valorizar um comportamento adequado do filho é logo após ele ter sido realizado, principalmente, se seu filho for pequeno (menor do que 7 anos).

Quando passa muito tempo entre o seu filho se comportar do jeito que você gostaria e a recompensa dada por você, essa pode perder seu valor reforçador. É importante que você explique para seu filho porque o está elogiando ou valorizando.

Quando o seu filho está aprendendo um comportamento novo, outra ideia importante, mãe, é que o elogio ou valorização deve ser dado, muitas vezes, mesmo quando o filho ainda não realizou o novo comportamento de modo totalmente certo. Por exemplo, se a criança costuma deixar o quarto bagunçado, no início, valorize cada objeto que ela colocar no lugar ou a cada três objetos, dependendo da idade de seu filho. Depois, pode-se elogiar de um modo mais espaçado e, conforme se percebe que a criança está organizando com mais facilidade o quarto, pode-se passar a valorizar só ao final da tarefa.

Além do elogio e valorização dados pelos outros, o seu filho tem que aprender a se valorizar por conta própria. Sabe quando nos sentimos bem por algo que fizemos, mesmo que ninguém tenha notado? Por exemplo, a criança deve notar que arrumar o quarto é bom porque os pais elogiam, mas, também, porque assim ela consegue achar seus brinquedos de modo mais fácil. Comer verduras é importante porque os pais valorizam e porque faz bem para o corpo. Falar sem gritar é bom porque seus pais lhe dão atenção quando fala baixo e porque não dói a garganta.

Mãe, sempre que possível, você deve explicar os motivos para o seu filho se comportar de um modo ou de outro para que, no futuro, ele apresente tais comportamentos mesmo quando você não estiver por perto.

“As obrigações do meu filho devem ser elogiadas?" 

Essa pergunta, mãe, é muito importante porque vários pais acham que qualquer obrigação não precisa ser valorizada. Na realidade, é importante valorizar a obrigação! Sem essa valorização, a criança fica desmotivada e pode deixar de realizar algo que é necessário. Por fim, é importante, também, valorizar mais o esforço do filho do que propriamente o resultado, pois, assim, o filho aumenta a satisfação consigo mesmo, evitando que ele se compare com os outros de um modo prejudicial.

O começo poderá parecer difícil e até artificial, mas com a prática você perceberá como é gostoso dar elogios sinceros ao seu filho, valorizando as muitas coisas boas que ele faz e você não conseguia notar.

Mãos à obra!

“Tempo para os filhos: uma mensagem aos pais”

Um menino, com voz tímida e os olhos cheios de admiração, pergunta ao pai, quando este retorna do trabalho:
– Papai! Quanto o senhor ganha por hora?
O pai, num gesto severo, respondeu:
– Escuta aqui meu filho, isto nem a sua mãe sabe! Não amole, estou cansado!
Mas o filho insiste:
– Mas papai, por favor, diga, quanto o senhor ganha por hora?
A reação do pai foi menos severa e ele respondeu:
– Três reais por hora.
– Então, papai, o senhor poderia me emprestar um real?
O pai, cheio de ira e tratando o filho com brutalidade, respondeu:
– Então era essa a razão de querer saber quanto eu ganho? Vá dormir e não me amole mais, menino aproveitador!
Já era tarde quando o pai começou a pensar no que havia acontecido e sentiu-se culpado. Talvez, quem sabe, o filho precisasse comprar algo.
Querendo descarregar sua consciência doída, foi até o quarto do menino e, em voz baixa, perguntou:
– Filho, está dormindo?
– Não papai! Respondeu o sonolento garoto.
– Olha, aqui está o dinheiro que me pediu: um real.
– Muito obrigado, papai! Disse o filho, levantando-se e retirando mais dois reais de uma caixinha que estava sob a cama.
– Agora já completei, papai! Tenho três reais. Poderia me vender uma hora de seu tempo?

Autor: Desconhecido.


18 comentários:

  • Andreia Sales disse...

    Toninha
    Como é bom incentivar a troca de gentilezas com os filhos.
    Devemos elogiar sempre.
    Pra mim é uma missão super fácil pois babo em tudo que ele faz.
    Bjks
    www.makeviagem.blogspot.com.br

  • Clarina disse...

    Oi Toninha

    De grande importância sua postagem e esou compartilhando com satisfação.
    Deus abençõe
    Beijinhos

  • Lylian Boiteux disse...

    Parabéns,Toninha!Sou professora e mãe e sei muito bem a importância dos elogios aos filhos.Quando eu era pequena,tudo que eu fazia era com reclamações de minha mãe.Fiquei muito abalada quando fiz um desenho e ela disse que era feio.Lembro-me como se fosse hoje.Havia feito a carinha de uma boneca. Conto isso,pois não quero que outras pessoas façam o mesmo com seus filhos. Beijos,querida! Lylian

  • Cristiane Lima disse...

    Amiga, q tudo este texto!
    Elogiar é difícil... pq sempre enxergamos o que faltou fazer, olha lá em casa era assim, arrumávamos tudo e minha mãe só enxergava o q deixamos de fazer - ficava frustrada!
    E sem perceber trouxe isto comigo... às vezes meu esposo faz 500 coisas e eu só enxergo o q ele deixou de fazer - q horrível!!
    Cada dia tento me corrigir pq é difícil.
    Com o Joseph tenho feito diferente, agido como vc mencionou elogindo, incentivando para focar nas coisas boas e deixando esquecidos as q não são. Como ele é pequeninho... é desafio pq apronta!! Mas vamos lá prosseguindo.
    Amei o post, bjsss

  • Roseli disse...

    Que linda postagem querida, serve para todas nós é verdade. Não valorizamos nem mesmo, temos dificuldffades para o elogio mas queremos ser elogiadas sempre. Serve para todos querida. Boa tarde e beijinhos para ti viu.

  • Débora Nunes disse...

    Amiga já li essa histórinha do final e realmente é de se pensar MUITO mesmo nisso né?
    Quem disse que é fácil ser pai e mãe, mente, pois temos que nos dedicar inteiramente aos nossos filhos. Por aqui, sempre dedico o máximo de tempo para a Clara, e elogios? Já virarm parte da rotina também. Adoro elogiar ela e com isso ela já aprendeu a nos elogiar.
    Beijos
    Débora

  • Josye Duran disse...

    Olá Toninha!!
    Acredito que o elogio feito de uma forma positiva, ajuda muito a criança ter mais segurança no que faz.
    Um lindo dia!!
    Bjss
    totalmentecorderosa.com.br

  • Andrea Charan disse...

    Sempre né? Todos nós gostamos de ser valorizados, sejam bebês, crianças, adultos ou idosos.... até nós, mães e blogueiras fazemos post's e gostamos de receber elogios por eles, kkkk. Bjus Andrea e Lara coisas-da-lara.blogspot.com.br

  • Sibele Fernanda Machado disse...

    Gosto muito dos assuntos abordados pelo seu blog.... eu fui criada d e uma maneira muito "fria" pela minha mãe, e sempre dizia, que quando eu tivesse um filho, faria diferente...ai veio a primeira filha e não foi diferente, depois de uns tempo, percebi que estava sendo com ela, o que minha mãe era comigo, meu relacionamento com minha filha era complicado, n tinha amor, não por falta de ter, mas por falta de demonstrar, com gestos e palavras, as coisas pioraram quando meu segundo filho nasceu, pois ele era o bebê da casa e ai, tinha toda minha atenção...e eu tinha uma filha, rebelde, malcriada, e que não estava nem ai pra mim,bom, acordei, e comecei a mudar...abraços, beijos, elogios, etc...começaram a fazer parte da nossa rotina, hj tenho uma filha, meiga, carinhosa, muito diferente daquela de 1 anos atrás.... não só ela, mas eu sou muito mais feliz assim!!!!!!!!!

  • Mundin Nosso disse...

    Que coisa chata isso né?
    Porque será que as vezes nos esquecemos de dizer a quem amamos um elogio?
    Se gostamos de receber não deveríamos nunca esquecer, afinal além de gostoso um elogio é motivador.

    Adoro seus posts Toninha é bem papo de mãe mesmo, as vezes precisamos de uma mãe que não é a nossa para puxar nossas orelhas ... rsrs

    Toninha
    Deixo pra você abçs e carinhos,
    RM

  • Donetzka Cercck Lavrak Alvarez disse...

    Excelente e verdadeiro esse post,Toninha!

    As crianças e adolescentes precisam do incentivo do elogio! Eles vão longe assim!

    Obrigada pela visita e volte mais vezes,porque percebi que tenho seu blog em favoritos,mas não recebo suas atualizações.

    O mesmo aconteceu com outra amiga.A partir do momento em que me visitou mais,comecei a receber tudo de novo que ela publicava.

    E agora está nos top comentaristas!


    Linda semana e beijos


    Donetzka

  • Margareth Gervason disse...

    O incentivo é a motivação das crianças, mais alegres, que acreditam mais neles com autoestima boa.
    Adorei seu texto.
    Sou um pouco suspeita pq a filha cresceu muito hj é adulta.
    Estou passando aqui para desejar a você uma
    Ótima 5ª feira !!
    Beijos coloridos!♥♥

  • Carlos Rímolo disse...

    Querida amiga Toninha !!!

    Muito me honrou mais uma sua visita ao meu Blog. Obrigado pelo carinho para comigo e meus Trabalhos. Sou professor, pai e avô, por isso dou muito valor à educação. Seu texto é valioso nesse sentido. Está de parabéns.
    Um lindo dia e maravilhoso fim de semana para você!!!!!!!!!!!
    Beijos de luz!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    Obs: Tem um SELINHO de
    20013, para você. É apenas um símbolo de nossa amizade que ora se inicia e espero que perdure por muito tempo. (Seu Blog. merece)
    Basta ir ao “campo” no lado direito do Meu Blog., embaixo, e o achará em “selos para Os amigos”. Não tem códigos, basta salvar Em seus arquivos e colá-lo no “Campo Imagem” do Layout do seu Blog.
    “ESTE BLOG. É OURO”, é o título deste novo
    Selinho. Obrigado por ser minha amiga.

    POETA CIGANO –25/04/2013

    http://carlosrimolo.blogspot.com
    “Poesias do Poeta Cigano”

  • dona de casa também se arruma disse...

    Muito bom seu texto,aqui em casa eu sempre procuro elogiar os meus filhos,é de muita importância porque estimula a auto estima deles,essa história que você postou já conhecia, é um exemplo aos pais que não separam um tempo para seus filhos.
    http://blogdonadecasatambemsearruma.blogspot.com/
    http//deusguianossospassos.blogspot.com/

  • Bianca Carolline disse...

    Oi! Acabei de criar meu blog, fiz para total dedicação da minha Jú. Estou te seguindo, passa la?!
    http://minhapequenaju.blogspot.com.br/

  • Anne Lieri disse...

    Toninha,essa história do final é de engasgar de emoção!Um texto excelente e como precisamos compreender o valor de um elogio seja para um filho, seja pra um aluno!bjs,

 

©Copyright 2013 - Todos os Direitos Reservados - Toninha Ferreira Mundo Mãe | Design By Arte e Design