Filhos adolescentes devem dormir com o namorado em casa?

10 de abril de 2013 62 comentários



Há quem acredite que a filha vai se casar virgem. Outros são da teoria de que "o que os olhos não veem, o coração não sente".  Alguns, mais corajosos, defendem que os filhos(as) levem os namoradas(os) para dormir em casa, assim estarão mais seguros. Mas até o pai mais moderno costuma sentir um aperto no peito quando a filha vira para ele e diz: "já está tarde para meu namorado ir embora. Ele pode ficar em casa?". 

Qual resposta deve ser dada em uma hora dessas? Quais os limites devem ser impostos? Deixar ou não deixar? Eis a questão...

Se a resposta pronta pra deixar e não estiver uma resposta na ponta da língua quando o adolescente o questionar, não dê desculpas nem mude de assunto. Se não dá conta, seja honesto com você e com seu filho(a). Diga que irá pensar numa saída, mas que não se sente à vontade ainda.
É melhor só permitir que namorados durmam em casa quando os filhos estiverem mais perto da maioridade. Muitos jovens estão aquém da maturidade emocional exigida para o sexo e seguem os instintos sem saber as consequências do que estão fazendo. Estimular a vida sexual tão cedo não é bom.
Se você permitir, isso não significa que perderão o respeito por você. Dificilmente isso acontece.
A menos que os pais sejam totalmente liberais ou não tenham educado seus filhos para os respeitarem. É importante que os pais do jovem, independentemente de continuarem casados ou não, cheguem a um consenso sobre como vão lidar com a situação e passem as mesmas normas para os filhos. Se as regras forem estabelecidas com clareza, não há com o que se preocupar. Eles só perdem o respeito se não houver limites. O que não dá para ter uma pessoa diferente por dia saindo do quarto do seu filho(a) ou pegá-lo(a) no sofá da sala com alguém.

Você deve é impor regras sempre. Os filhos até esperam por isso, pois sentem que estão sendo cuidados. Eles encaram como uma falta de atenção quando os pais são muito permissivos. Depois de chegar a uma conclusão com seu parceiro e estabelecer quais são os limites, dias e horários permitidos, é bom deixar claro para os filhos o que pode ou não ser feito. É importante que os pais tenham informações sobre quem é o namorado ou a namorada, ter contato com a família e até ligar para avisar quando a pessoa for dormir em casa. A maior preocupação deve ser ao decidir até que ponto a intimidade da família deve ser compartilhada com uma pessoa de fora. Levar alguém que encontrou na festinha ou no barzinho é muito precipitado.
A conversa que você terá com seu filho(a), vai depender da maturidade de cada um, isso você perceberá pelas conversas. Se eles já têm idade para fazer sexo, têm idade para dialogar. Além do papo sobre doenças sexualmente transmissíveis, gravidez, prevenção e métodos contraceptivos, outros assuntos devem ser abordados. É essencial também falar sobre relacionamentos e sentimentos. Diga como lidar quando a pessoa não liga no outro dia, fale sobre inseguranças com o corpo e explique para a menina que o homem não vai achá-la fácil se ela tiver camisinha na bolsa. Os pais também devem levar o filho ao urologista e a filha ao ginecologista para acompanhar o desenvolvimento e ajudar a esclarecer questões.
Converse da maneira mais natural possível, assim eles encararão de uma maneira tranquila e não ficarão constrangidos. O problema é que essa naturalidade não surge da noite para o dia. Não adianta mudar de canal cada vez que vê uma cena picante na novela ao lado do filho e, uma semana depois, vir com papo sobre camisinha. A família cria seus próprios tabus ao longo do processo educacional. E o diálogo deve ocorrer antes da adolescência.  Para ela, o ideal é aproveitar oportunidades ao ver filmes, novelas ou noticiários ao lado dos filhos. Até mesmo histórias de pessoas próximas podem servir como um pretexto para comentar sobre sexo sempre aos poucos e no tom de conversa, não de lição. Deixe claro que o filho(a) tem a liberdade para falar sobre isso ou não. A confiança é conquistada desde a infância, aos poucos.

62 comentários:

  • Jamilly Mãe do Lucas Davi disse...

    Adorei a postagem, aqui minha mãe deixava mas em quarto diferentes rsrs
    acho que se um dia acontecer isso comigo e o Lucas vou deixar mas em quarto separados também.

    beijos

  • Lylian Boiteux disse...

    Este tema dá o que falar. Na minha opinião,eu não deixaria dormir na minha casa.Mas daria total liberdade para escolherem outro lugar. Já expliquei tudo a eles.Só cai em armadilha quem quer! Beijo,Lylian

  • Trocyn Bão disse...

    Olá amiga, venho aqui te convidar para uma tag, onde você será nosso entrevistado se aceitar nossa proposta.
    Deixo aqui o link para que você conheça a tag ( http://www.riosul2012.com/2013/04/entrevistados-do-trocyn-bao.html ).
    Espero sua visita.

    Abraços, linda tarde.
    Thiago

  • Trocyn Bão disse...

    Penso da seguinte forma, se não houver abuso do tipo o rapaz ou a menina andando pela casa com pouca roupa, havendo respeito etc ... Porque não?

    Não sou contra embora meu filho ainda não esteja em idade de namoro, mas com certeza não irei impedir, colocarei regras, e se não forem cumpridas com certeza essa regalia terminará.

    Já fui jovem também, então sei bem como é ser jovem e estar apaixonado.

    Mas veja bem deixarei isso com uma namorada ou namorado não com ficantes, afinal minha casa não é motel ... rsrs

    Muito bom esse seu post.

    Abraços
    Thiago

  • MARILENE DOMINGUES disse...

    Olá Toninha! Passei para fazer uma visitinha e ver as novidades...achei muito interessante e útil o seu post...Hoje não tenho mais filhos adolescentes, mas não tive nenhum problema com essa questão...ainda bem, Ufa!
    Beijos com carinho
    Marilene

    Folhasfloresesutilezas

  • Niuza Eugênia disse...

    Olá pessoal, obrigada Rosângela pelo convite...
    Eu sou mãe de 4, uma filha casada há um ano e meio, 30 anos de idade, uma filha de 27 anos, um rapaz de 24 e meu caçulinha com 17 anos. Eu vou dar minha opinião sobre essa questão: EU PREFIRO QUE MEUS FILHOS DURMAM EM MINHA CASA COM NAMORADAS E NAMORADOS, do que em qualquer outro lugar sem segurança e etc... Pais que acreditam que filhos se casarão virgens só se a religião não permitir e os filhos seguirem isso a risca, por outro lado isso não existe. O que eu procurei fazer, principalmente com as meninas foi educá-las sexualmente, e procurando dialogar, falando abertamente sobre a sexualidade para que elas se sentissem seguras para falar sobre tudo que as afligisse. Com os meninos também.Quando destaquei as meninas, foi porque a preocupação com uma gravidez precoce é o mais sério ou com consequências piores para a mulher. Este foi o maior fantasma vivido pelo pai de minhas filhas nesta fase porque ele teve várias sobrinhas que engravidaram na adolescência, e eu sempre lhe tranquilizava: Isso não vai acontecer com nossas filhas! Como não aconteceu porque tão logo iniciaram um namoro mais sério, eu as acompanhei à ginecologista e as orientei para a prevenção. Da mesma forma educo os meninos, para cuidarem de suas namoradas. É assim que tem que ser!!

  • MARILENE DOMINGUES disse...

    Oi Toninha! Olha eu aqui de novo,mas é para te dizer que tem um selinho lá no blog pra você, ganhei de uma amiga e estou repassando pra você, com muito carinho.
    Beijos
    Marilene

    http://marilene-folhasfloresesutilezas.blogspot.com.br/

  • I Love makeup disse...

    Olá Linda,vim através do "ENTRE BLOGS". Adorei seu cantinho. Parabéns!!! AH, Já Estou te seguindo.Bj
    Visite o meu blog também. Ficarei muito feliz em tê-la como leitora! http://katsouza.blogspot.com.br/

  • Thais Gomes disse...

    Oi, estou passando para te convidar a uma visitinha ao meu blog. Esse mês tem sorteio do Super Óleo da Loreal Paris, participa lá...
    http://thaisgomespink.blogspot.com.br/

  • Anônimo disse...

    Lindar com adolescente não é fácil.
    Já estou até preocupada com a minha quando crescer.
    Vou ficar de saia justa muitas vezes.
    Adoro vir aqui e sempre que precisar estarei.
    Mãe Carla

  • Sibele Fernanda Machado disse...

    NOssa, eu tenho 3 filhos, logo 4, e a svezes paro pra pensar nesses assuntos, eu concordo muito com o comentário da Trocyn bão..... namoro é uma coisa, rolo é outra, acho que é melhor estar dentro de casa, do que sabe se lá a onde e fazendo o que, eu constumava mentor muito pra minha mãe e aprontava muito tbm, pq ela n deixava meu namorado dormir na minha casa, a gente dormia, na casa de amigos, e não adianta, pq quando querem, sempre dão um jeitinho pra fazer, proibir não é o caminho, experiência própria uahsuahsua eu não quero que meus filhos façam comigo o que eu fazia com minha mãe, por isso serei diferente.

    Bj http://sibelefm.blogspot.com.br/

  • Sara Amorim disse...

    Isso é uma questão tão dificiel não é???
    Fico imaginando, quando eu tiver de tomar estas decisões, tenho uma menininha de 3 anos... E realmente não saberia o que fazer!
    MAs uma cooisa é certa nenhuma regra é aplicada a todos! Todas as pessoas são diferentes! Então acho que a unica solução em qualquer situação é o dialogo aberto e sincero!
    òtimo post Toninha!!!!!

    http://www.amorims-modas.com/

  • Màe de filha única disse...

    Ola, parabéns pelo blog. Achei providencial ter achado esse blog, pois estou acabando de passar por uma situação semelhante, minha filha tem quase 16 anos e esta namorando há uns 03 meses um rapaz de 19 anos....sei que eles já tem intimidade...mas hoje por exemplo, 11h00 da noite, esta chovendo e minha filha me pede pra ele dormir aqui...e aí? Permiti que ele dormisse na sala, mas com coraçao apertado, sem saber se estou fazendo certo...O pai dela sempre esta viajando, e esta muito relutante em aceitar que a filha cresceu e ja é uma mulher,tanto que quando ele esta em casa e a vê com o namorado ele sai de perto e quase nao fala com ela. E eu fico sozinha nessa situaçao sem saber se estou agindo certo ou nao, se devo ser mais rigida ou nao...sinceramente fico perdida, pois ao mesmo tempo que quero mostrar apoio a ela, também nao quero ser a carrasca da situaçao.

  • Toninha Borges disse...

    olá!
    primeiro quero te agradecer por ter gostado do meu blog e realmente trago muitos assuntos relevantes que nós ma~es e pais temos passado.
    Não é fácil tomar uma decisão sozinha, pois como relatou seu marido não concorda que namorado durma aí. Homens são mais relutantes em aceitar tal situação e principalmente que os filhos cresceram. Aqui em tive problemas com isso e não foi fácil pq nó ma~es estamos sempre do lados dos filhos apesar de qualquer coisa. Você deve conversar muito com seu marido a respeito pra não trazer atritos no seu casamento. Vai ser barra, não pensa que será fácil...no final as coisas vão se acertando. Se precisar de mais alguma orientação deixo meu e-mail para contato. toninhavr@hotmail.com

  • Anônimo disse...

    Tenho 14 anos, namorei 1 ano e 10 meses, nesse tempo todo minha mae nunca tocou no assunto de permitir eu dormir na casa dele. E sempre discutiamos eu e ele sobre isso. Ele tem 19 anos, aconteceu um fato em que todo mundo ficou brigado com ele. E assim minha mae nao conversa com ele. Depois desse fato que ocorreu, minha mae nao queria mais permitir o namoro. E a nossa intimidade nao tinhamos mais. Ate pouco tempo se viamos 40 min na esquina, assim minha mae permitiu. Enfim, ele nao aguentou tudo isso, 3 meses assim, sse vendo na esquina. E por fim terminou comigo. Eu tambem nao estava mais aguentando, nao tinhamos vida de namorados. Quero que ajudem, como posso convencer meus pais a deixarem eu dormir la finais de semanas ja que eles nao aceitam ele mais aqui?

  • Setubal Larissa disse...

    Oie tenho 16 anos e meu namorado 20 estamos namorando a 2 anos e 2 meses como eu falo pra minha mae que quero dormi com meu namorado ?

  • Toninha Borges disse...

    Respondendo as perguntas de vocês

    Há dois tipos de pais: Os que estão preparados e os que não estão. O sexo adolescente é fonte de conflito em muitas famílias. Muitos concordam e acham que têm razões suficientes para tal, outros não admitem em hipótese alguma.

    E como saber se está na hora certa?

    Na verdade, o adolescente está preparado para iniciar a vida afetiva quando tem consciência da relação afeto/comprometimento/respeito que deve existir no namoro. O namoro é uma etapa importante e necessária no desenvolvimento do ser humano.Sei, nos dias atuais, os pais são mais abertos e receptivos para conversar sobre as questões que envolvem o sexo, o uso de preservativos, gravidez, drogas e outros assuntos importantes. No entanto, percebe-se que, mesmo na era da comunicação, ainda existe despreparo e resistência para um diálogo autêntico de alguns pais. Abrir a própria casa para o namoro e assistir o desabrochar da sexualidade dos filhos provoca uma reflexão sobre responsabilidade, educação e sobre as próprias experiências sexuais vividas.

    Eu diria que não se trata apenas de permitir ou negar que os filhos façam sexo em casa, mas sim refletir sobre como a sexualidade é passada em casa e repassada para os filhos. Muitas famílias ainda mantêm uma visão conservadora e preferem não conversar sobre o início da vida sexual com os filhos. Os valores, inclusive com relação a sexo, são passados para os filhos no dia-a-dia e isso vai ser determinante para se estabelecer um consenso na relação entre eles. Esta fase é particularmente delicada, não só para os jovens como também para os pais, que vão necessitar de muita maturidade e muitas das vezes precisarão rever seus conceitos e preconceitos quanto à própria sexualidade. Toda família tem regras que devem ser estabelecidas de acordo com um diálogo em que todos possam dar opiniões e só assim chegar a um consenso. Tudo depende de como vc sabe lidar com as responsabilidades. Entretanto, é importante lembrar, que a sexualidade, apesar de estar aflorada, não deve ser focada ou estimulada como o único objetivo da sua vida, afinal você tem a oportunidade de sair, conhecer pessoas e lugares, fazer amizades.
    A melhor relação entre o adolescente e seus pais se dá por meio de uma liberdadedosada. Os pais precisam sim impor limites, que são essenciais para a educação e, principalmente, para o amadurecimento de todo adolescente. Comunicar com os filhos é a primeira regra para os pais não serem apanhados desprevenidos.


  • Anônimo disse...

    Parabéns , vc é uma otima mae

  • Anônimo disse...

    Ola tenho 17 anos e meu namorado 22 namoramos a três anos e cinco meses .
    meu pai dexa eu dormir mas minha mãe não e com isso não durmo na casa do meu namorado .
    minha mãe bem aceita ele dormir aqui e nem eu la , e ele mora um pouco longe de mim ...
    Ja dormir algumas vezes la mas por conta de ter festas la , e msm assim ela sempre quer falar com o pai dele e axo isso chato e ela so dexa se for festa e olhe la
    não entendo pois viajar ela dexa
    queria muito poder dormir na casa dele seria muito maos facill nosso relacionamento .
    Todo fdm ele vem me ver mas e longe e fica ruim pra ele quando ven e pra mim quando vou passar o dia la .
    me ajude a convencer ela por favor

  • Anônimo disse...

    Tenho 15 anos, e daqui 1 mês completo 16, e meu namorado já tem 16 anos. A gente namora a uns 8 meses, minha família já conhece ele é gosta mt dele, e eu tb conheço a família dele e eles gostam de mim. Eu queria a opinião de vocês pra saber se é cedo pra ele dormir aqui em casa?! Mas so dormir mesmo, não pensamos em fazer nenhuma besteira pq respeitamos nossos pais

  • Anônimo disse...

    Proibem pq axa q so pq dorme junto fazem sexo!! Ai que ta o problema se não faz dentro de casa com segurança, faz na rua engravida e ainda ganha hiv de brinde e assim que aprende, nunca negue deixa seus filhos durmirem com o namorado pq se for pra acontecer o pior acontece sem vc ver nem sabet

  • Anônimo disse...

    O que eles n fazem dentro de casa eles fazem na rua!! Ai sim é indecente.

  • Anônimo disse...

    Amei esse post, pois tenho 16 anos, e meu pai ele não quer e nao aceita de jeito nenhum meu namorado por perto que tem 19 anos, ele acha que sou criança ainda, e tem um ciumes excessivo. Ele nao gosta que dorme em casa e que nem eu durmo na casa dele, pra isso acontecer minha mae ja mais moderna tem que briga .. gente cuase com 17 anos fazendo cuase 4 anos de namoro e meu pai nao confia ainda --' e o cúmulo isso né?!

  • Anônimo disse...

    Perfeito! Simplesmente disse tudo

  • Anônimo disse...

    Oi tenho 15 anos,e vou fazer um ano de namoro, não sou mais virgem,e minha mãe sabe,mas não consigo falar com ela que quero transar com meu namorado,pq ela não me dar muita liberdade,e uma vez falei de durmi com ele e ela achou um absurdo,eu ter falado isso,por favor me ajudei!minha mãe acha que sou uma criança,mas todos ao redor sabem que sou madura o suficiente pra transar!

  • Anônimo disse...

    Lucimar, você está indo pelo caminho errados. Os pais devem sim deixar os filhos levar os namorados ou namoradas para dormir na sua casa, é bem melhor fazer você sabendo do que escondido. E o que não fazem em casa, eles fazem na rua, é bem pior viu. Fica a dica pra você...

  • Anônimo disse...

    Acho um pouco infantil pensarem em sexo logo de cara. Qual o problema da menina durmir no quarto com a irma do garoto ou vice-versa? Se quisessem transar jah o teriam feito antes e de forma pior. Eu sou sim jovem e nova.. Mais amo muito meu namorado e gostaria muito de durmir na casa dele. Nao necessariamente com ele. Mais poder dar um bjinho de boa noite. Poder acordar e receber um bom dia dele pessoalmente. As pessoas pensam muito em sexo sexo sexo e esquecem de coisas simples que sao boas tambem e sem maldade..

  • Anônimo disse...

    Tenho a mesma idade que voce e meu namorado o msm q o seu xD Soh que eu namoro a um ano e meio.. Nao vejo problema nisso. Eu tambem queria poder durmir com o meu.. Soh pra poder fik fazendo um carinho. Dar boa noite. Bom dia.. poder durmir aconchegada *~* O problema é que minha mae nao deixa de jeito nenhum. :( mais se seus pais dxam e vocs tem essa vontade nao eh cedo nao.. afinal nao irao fazer nada dmais..

  • Anônimo disse...

    Eu como adolescente e namorada, apoio os pais deixarem o rapaz dormir na casa da garota. Mas ... também abro questões como, juízo e respeito. O casal por mais que seja jovem deve ter juízo, ter noção das situações e consequencias. E também acho que os pais devem ver seus filhos tanto como filhos, mas também como espelhos - melhores. Nós adolescentes somos espelhos de nossos pais.

  • selbia disse...

    Eu tb não deixaria, não sou obrigada a deixa na minha casa. Certo minha filha ou filho que fazer sexo primeiramente tem ter responsabilidade trabalhar.outra coisa vai para motel tem que gasta afinal já dou a filha ainda tenho que da quarto. Aqui na minha casa e ruim em da na rua da onde quiser.

  • Anônimo disse...

    Oi, tenho 20 anos e meu namorado 21, namoramos 3 anos, eu e ele temos muito vontade de dormimos juntos, mas meus pais não deixam, nem na casa dele nem na minha. Minha irmã mais velha tem 23 e namora a muito menos tempo que eu e já dormiu na casa do dela 4 vezes. O que eu faço? Não adianta conversar com ela, ela é muito fechada

  • DorgadosPlay#YouTube disse...

    Nós dois temos 14 anos, porém sinto que estamos a frente dos demais adolescentes da mesma idade, visto que queremos dormir juntos para trocar carinhos e não para o sexo! Outro problema, a mãe dela não aceita o namoro e estamos à 6 meses escondidos, ela tem medo de contar e a mãe dela privar tudo que ela adquiriu e ainda proibir o namoro, o quê fazer?

  • Aurimyrtes Ribeiro disse...

    Tenho 17 anos, meu namorado tem 24... namoramos a 3 meses e minha mae nao deixa eu sair pra nem um lugar com ele, nem pra lanchar a tarde ou ate mesmo ir a praça. Gostaria da ajuda de voces.

  • Aurimyrtes Ribeiro disse...

    Tenho 17 anos, meu namorado Tem 20 e minha mae nao deixa eu sair pra nem um lugar com ele.. nem pra lanchar, nem mesmo pra praça.
    Gostaria da ajuda de voces!

  • Anônimo disse...

    Sou adolescente, meus pais nunca tiveram uma conversa real sobre sexualidade comigo, nunca deixaram os namorados das minhas irmãs ou o meu dormirem aqui (uma de 26 e outra de 23), elas, eu e nossos namorados sempre sofreremos muito com isso, perdi as contas de quantas noites passei em claro de tanto chorar vendo minhas amigas podendo fazer o que pra mim era impossível, isso nao impediu que minhas irmas perdessem a virgindade antes dos 18, nem a mim, nemhuma de nós perdemos em casa ou com o consentimento de nossos pais. Admiro MUITO os pais que sao seguros e maduros o suficiente para terem uma relação saudável com seus filhos e que nao deixam eles chorando durante anos, fingindo nao ver a tristeza em nós, nos ignorando ou dando desculpas cheias de medo de diálogo, por motivos como esses. Se meus pais conversassem comigo, sobre esses assuntos, provavelmente eu seria virgem ainda e nao teria feito muitas coisas, mas o que nao aprendi em casa, aprendi fora dela, e com certeza teria sido muito melhor com o apoio deles.

  • Anônimo disse...

    Eu sempre tive vergonha de contar para os meus pais quando eu ficava com algum menino da escola, ou tinha medo que me tratassem diferente depois de saberem, que deixassem de me olhar com carinho e confiança, mas nunca fui proibida de nada,acho que por esse fato eu sempre me coloquei regras e limites, eu mesma quando queria algo me colocava no lugar dos meus pais e assim nâo fazia nada, por vezes deixei de ir em festas sem nem perguntar aos meus pais se deixavam por imaginar ser algo que eles não gostariam.
    Hoje com 16 quase 17 anos comecei um namoro com um garoto de 18, um mes antes comuniquei meus pais e o susto foi geral já que eu nunca havia falado nada sobre o assunto, senti muita vergonha em falar que eu gostava de alguém e me espantou a naturalidade com que eles levaram isso depois, porém acho que não me levaram a sério como eu gostaria, eu esperava regras e mais regras, mil condições necessarias e proibições, mas não me falaram nada, nada mesmo em relação a isso, tenho receio que por eles nao entendam que a menininha cresceu e esta em um relacionamento serio. Acho que meus pais não tem essas preocupações justamente por saberem que eu me coloco regras e sabem o quanto sou responsável mas as vezes o que eu queria era receber essas regras e assim nao me "punir" sem precisar nao deixar de fazer coisas e pedir permissoes ao meus pais por achar que perderiam o olhar de carinho por mim ou que receberia "nao", sei no fundo que isso nunca aconteceria mas tenho vergonha e medo.
    Agora ele me chama pra passar as tardes la, a mãe dele nao nos deixa sozinhos em casa e entendo muito bem ela, nao que precise disso, mas mãe é mãe, porém a minha ja nao quer toda essa proximidade e não entendo, ela me conhece e sabe que eu nunca faria algo que pudesse estragar meu futuro e sabe que nao sou influenciavel a esse ponto... ela diz que sou nova de mais para ter um namoro serio, mas ela sabe que no meu mundo nao há espaço para mais nada e se eu optei por me apegar a alguém é porque acho que vale a pena, mas nao tenho coragem de expressar isso tudo, nao falo aos meus pais que eu o amo porque tenho vergonha, muito menos pedirei para que ele durma aqui...
    Só gostaria de conversar com eles sem essa vergonha toda,porque sei que também não é facil pra eles.
    se algu mais novo ler isso, gostaria de aconselhar que converse com seus pais sobre tudo desde gostar la do menino do fundamental porque quando chegar a hora de falar coisas mais serias será mais facil para as duas partes!! (Desabafei aqui) kkk

  • Anônimo disse...

    Eu sempre tive vergonha de contar para os meus pais quando eu ficava com algum menino da escola, ou tinha medo que me tratassem diferente depois de saberem, que deixassem de me olhar com carinho e confiança, mas nunca fui proibida de nada,acho que por esse fato eu sempre me coloquei regras e limites, eu mesma quando queria algo me colocava no lugar dos meus pais e assim nâo fazia nada, por vezes deixei de ir em festas sem nem perguntar aos meus pais se deixavam por imaginar ser algo que eles não gostariam.
    Hoje com 16 quase 17 anos comecei um namoro com um garoto de 18, um mes antes comuniquei meus pais e o susto foi geral já que eu nunca havia falado nada sobre o assunto, senti muita vergonha em falar que eu gostava de alguém e me espantou a naturalidade com que eles levaram isso depois, porém acho que não me levaram a sério como eu gostaria, eu esperava regras e mais regras, mil condições necessarias e proibições, mas não me falaram nada, nada mesmo em relação a isso, tenho receio que por eles nao entendam que a menininha cresceu e esta em um relacionamento serio. Acho que meus pais não tem essas preocupações justamente por saberem que eu me coloco regras e sabem o quanto sou responsável mas as vezes o que eu queria era receber essas regras e assim nao me "punir" sem precisar nao deixar de fazer coisas e pedir permissoes ao meus pais por achar que perderiam o olhar de carinho por mim ou que receberia "nao", sei no fundo que isso nunca aconteceria mas tenho vergonha e medo.
    Agora ele me chama pra passar as tardes la, a mãe dele nao nos deixa sozinhos em casa e entendo muito bem ela, nao que precise disso, mas mãe é mãe, porém a minha ja nao quer toda essa proximidade e não entendo, ela me conhece e sabe que eu nunca faria algo que pudesse estragar meu futuro e sabe que nao sou influenciavel a esse ponto... ela diz que sou nova de mais para ter um namoro serio, mas ela sabe que no meu mundo nao há espaço para mais nada e se eu optei por me apegar a alguém é porque acho que vale a pena, mas nao tenho coragem de expressar isso tudo, nao falo aos meus pais que eu o amo porque tenho vergonha, muito menos pedirei para que ele durma aqui...
    Só gostaria de conversar com eles sem essa vergonha toda,porque sei que também não é facil pra eles.
    se algu mais novo ler isso, gostaria de aconselhar que converse com seus pais sobre tudo desde gostar la do menino do fundamental porque quando chegar a hora de falar coisas mais serias será mais facil para as duas partes!! (Desabafei aqui) kkk

  • Anônimo disse...

    Acho q dormir junto N significa q já vai te relação. E é bem melhor Dx em casa do na rua... Eles sabem sim oq é certo e errado N acho q são inocentes a esse ponto. Sabem fazer, sabem oq acontece quando faz !

  • Anônimo disse...

    Acho q dormir junto N significa q já vai te relação. E é bem melhor Dx em casa do na rua... Eles sabem sim oq é certo e errado N acho q são inocentes a esse ponto. Sabem fazer, sabem oq acontece quando faz !

  • Anônimo disse...

    Tenho 18 anos e ele 21, ele mora a 75 km longe de mim... E temos 07 meses de namoro...Ele vem FDS me ver,mais e difícil pra ele, pois ele vem a noite e volta no Mesmo dia! Minha mãe já sabe que não sou mais virgem, mais ela prende muito eu e minha outra irma que já tem 21 anos, não entendo praq isso? Meu sonho com meu namorado e poder passar um FDS juntos,sem preocupação nenhuma! Minha mãe acha isso um absurdo! Ela já pensa que vamos fazer sexo e etc... Mais não e isso, afinal.. E na casa dele nerh? E lá mora toda a familia dele' agnt não ia fazer esse tipo de coisa lá! .. Me ajuda Gente, meu relacionamento não esta indo nada bem com esse problema :(

  • Anônimo disse...

    Eu tenho 14 anos e meu namorado tem 17. Namoramos á 6 meses e daqui a 5 dias fazemos 7 meses. Minha mãe sabe que eu já transei com ele mas minha vó não e eu moro com ela também. A relacao dele com a minha mae é otima. Ela fala, da conselho, mas minha vo nao gosta dele. Ela disse que um dia a vizinha disse para ela que meu namorado veio aqui meia noite, sendo que é mentira. Agora ela vai querer falar com o pai dele e ele vai falar que ele ja dormiu aqui. Minha familia é muito conservadora, e agora o que eu faço? Me ajudem por favor.

  • Anônimo disse...

    Eu e meu namorados sempre dormirmos junto minha mãe sempre deixou
    Isso n quer dizer que é um ato indecente pois temos respeito um pelo outro e nunca nada aconteceu entre nos dois

  • Unknown disse...

    Acho que sinceridade é tudo. Principalmente entre mãe e filha. Teve ter uma conversa Franca com sua mãe.

  • JOSE RENILDO TAVARES disse...

    Fico até aliviada Niuza. Sou mãe de adolescente de Primeira viagem. Tenho dois filhos, mas minha maior preocupação é com a menina, pois além de ser mais nova 14 anos, tenho medo da gravidez precose e sexo na idade dela. Sei que que cedo ou tarde acontece, mas as consequências me deixam de cabelo em pé. Bom! Minha filha namora a 7 meses com um bom rapaz. Não bebe, não fuma e é religioso. Entrei em acordo com a mãe dele, permitindo que ela dormisse na casa dele, porém ela dorme com a mãe dele em um quarto, enquanto o filho dela dorme com o pai em outro, no dia que ela dorme lá. Quando ela dorme em minha casa, ele dorme no quarto dela e ela dorme comigo. Não foi fácil aceitar, principalmente por meu esposo não aceitar bem o namoro. Mas prefiro saber com quem ela namora e ser íntima de sua família, que não saber com anda e quem realmente é. Meu medo não é o tabu da virgindade, meu medo maior e a pessoa em si, com quem ela se envolve. Drogas e bandidagem. É muito fácil ludibriar uma adolescente nessa idade. Sempre converso com ela sobre sexo; gravidez, doenças e riscos da vida que ela desconhece. Se não permitir, eles fazem escondido e pode ser bem pior.

  • Gislaine Cunha disse...

    Gente estou num dilema tinha filha dormi com o namorado em casa mas está emcomodando meu esposo,por causa do barulho já conversei com ela mas meu esposo quer em um quarto fora de casa me dêem um conselho por favor

  • JOSE RENILDO TAVARES disse...

    Minha filha tem 14 anos e o namorado tem 16. Se não conversar, não sentir confiança para falar abertamente, irão fazer sem contar nada aos pais. Que descobrem mais tarde, quando muitas vezes vêm junto com problemas. Eu fui conversando aos poucos, muitas vezes levando até na brincadeira, na esportiva. Aos poços ela foi se abrindo e chegou o dia de contar que estava namorando. Ele veio pedir ela em namoro, que de início não foi muito bem recebido, mas não adianta. Temos que digerir que a idade chegou junto com a paixão da idade. O que posso fazer e aconselhar e conversar muito, pois o medo e muito como mãe. Medo de gravidez precose, medo de vê-la sofre, medo de quê ela a trate mal, entre tantos medos. Ela nunca deixará de ser minha bebê, mas eles crescem e devem aprender lidar com as dificuldades. Tem que saber que nem tudo são Rosas e comecei a dar liberdade suficiente para aprender. Não é porquê deixo namorar que é do grito dela. Imponho regras claras. Converso abertamente sobre sexo, gravidez e doenças, pois se não fizer quem fará?? Mesmo assim me sinto insegura como mãe. Não quero que ela seja mãe cedo, como fui. Não quero que case cedo, como casei. Quero que ela aproveite a vida e sua adolescência e conheça bem a responsabilidade de suas escolhas. Dou liberdade sim. Não quero que tenha uma vida fútil, de meninas que saem por aí com quem aparece e beijando um atrás de outro, com vulgaridade no vestir, no linguajar e agir. Prefiro ver ela namorando sério na idade que tem, quê vê-la por aí igual piranha fora d'água. Assim sei o que faz e com quem saí. Não me importo com que os outros falam. Cada um sabe o que melhor para seus filhos. É sabe porque digo isso?? Porque conheço amigos, que suas filhas pulam janelas e passam a noite na rua fumando maconha e com vários piá. Que dizem ir pra escola, mas na realidade vai para casa de namorado traficante. É coisas bem pior que isso. Levando em conta que o pai dessas é um que educa a moda antiga. Só namora e saí de casa depois de casa. Mas não é o que acontece por trás da cortina. Então prefiro ouvir críticas e fazer do meu jeito, que acontecer por minhas costas e fingir que nada acontece. Minha filha postou no facebook que eatava namorando sério, choveu críticas, o mais engraçado é que 3 amigas de minha filha o qual os pais criticaram a publicação, estão namorando escondido. Pois minha filha conta tudo. A cada dia me torno mais íntima de sua vida. Isso acontece aos poucos. Por isso devemos ter cuidado ao criticar a educação de outros pais, sendo seu telhado de vidro. Claro que todo adolescente tem fogo no rabo. Isso é a puberdade, Ninguém está fora dessa fase da vida. Temos medo e muito medo, mas não podemos impedir que nosso filhos passem por problemas, sofrimento e sentimentos retidos. Mas cedo ou mas tarde isso tudo vai passar e estarão como nós, buscando saber se é certo ou errado. Bom! Filhos, conversem com suas mães. A pior coisa que você escutara é um "NÃO" que não mata e só assim saberá a opinião dela. Converse francamente. Sempre digo, mentira tem perna curta e mais cedo ou mais tarde, a verdade vêm a tona. Tenham juízo e respeitem a opinião e regras impostas por seus pais.

  • JOSE RENILDO TAVARES disse...

    Este realmente é um assunto polêmico e gera opiniões diversas. Por enquanto está tudo indo bem. Estão namorando por 7. Uma coisa que faço questão de dizer; Não cuidarei de filho de ninguém, quem pariu Mateus que balance. Coloco medo em relação a tudo. Não fico mostrando um mundo colorido, como conto de fadas. Tento dizer como será se acontecer e com uma pitada e terror, pra ficar mais claro o que digo. Não é fácil lidar com adolescência, estou com muito cabelo Branco. Espero estar fazendo a coisa certa. Não sou a melhor mãe do mundo, não sei se estou certa ou não, mas faço o possível pra educar da melhor forma. Não que almeje ter uma médica, mas ter filhos que aprendam a respeitar o próximo, a valorizar tudo que obtemos com trabalho, respeitar seu (a) namorado, ser honestos, e ter responsabilidade de cuidar de si mesmos, uma vez que já ensinamos o que é certo e errado. Quero que sejam respeitosos e respeitados. Passei por cima de muitas opiniões alheias. No início senti vergonha de tornar público o namoro de minha filha, pois venho de aparentes extremamente religiosos, mas a escolha foi minha. Gostei muito desse tópico, nos faz pensar O que realmente é certo ou errado. Sou totalmente diferente do que fui criada pra ser. Tive uma educação torta e criada se somente por meu pai, sem mãe. Me sentia em uma prisão, quando tinha 13 anos. Não podia ter amigos, não podia ir na casa de ninguém, não podia ficar na frente de casa, não sabia nem o que era menstruação. Foi um trauma enorme. Pensei que estava mostrando, entrei em pânico e desmaiei. Foi tanta falta de informação e de liberdade, que me perdi na vida com a idade da Minha filha. Fugi de casa, casei e tive meu primeiro filho aos 15 anos. Minha vida foi caos. Nunca meu pai ou qualquer pessoa, me chamou e disse; olha é assim, e assado. Naquela idade, queria namorar, conversar e ter amigos. Meu nunca conversava sobre nada comigo. A única coisa que conhecia era broncas e ordens. Consegui a liberdade da pior forma possível. Foi erro atrás de erro. Perdi minha adolescência casada com um Príncipe que virou sapo. Depois percebi, que estava só é com um filho pra criar e educar.

  • JOSE RENILDO TAVARES disse...

    São os erros da vida por falta de orientação. Tive uma liberdade que não soube como usá-la. Então depois de tanta liberdade, veio os broblemas. Ser mãe nova, casada, proibida de estudar e proibida de ser quem deveria ser, Adolescente. Por isso sou inversa ao meu pai. Com uma diferença, falo e converso sempre com meus filhos. Meu menino vai fazer 18 anos. Tem suas manias da idade, mas não é bandido e trabalha. Minha menina tem 14 e está namorando um bom rapaz. Sempre conversando para que não passe o que passei. Deixo ir em shopping em praias e sempre levamos o namorado junto. Mas tenho meus limites também. Não aceito sozinho em quarto, nem nudez pela casa, nem brigas. Duas vezes por semana para se ver e pode conversar na net todo dia. Proibo whatsapp e proibo saídas a noite, proibo o que acho certo. Dou liberdade, mas existem regras e devem ser respeitadas. Tambem não é assim tanta liberdade, afinal é uma adolescente e a liberdade vem com o tempo. Eu sou o carrasco da casa. Quanto mais cresce, mas querem ser donos da vida. Meu menino, já sente o chefe, só porquê trabalha e tem seu dinheiro, mas faço questão de lembrar que somos nós que pagamos a conta de água, Luz, Telefone, Internet.. etc,. Aqui não tenha essa que faz o quê quer não. Queria uma tatuagem e não deixei fazer, vem com sete pedras na mão, o dinheiro é meu o corpo e meu. Escuta essa; A casa é minha, eu pago as contas, você dorme na minha casa, na minha cama, come minha comida, eu lavo, eu limpo e eu mando aqui. Ponto final. Não está satisfeito??? Pague suas contas e cuide a sua vida. Quero vê você pagar tudo e sobre dinheiro pra sua tatuagem. É se fizer essa tatuagem, arrume sua casa e pagque suas contas. Daí sim, você manda em seu corpo e seu dinheiro. Pensa que a vida é assim? Vai se bancar pra vê o que sobra. Ficou pianinho e nunca mais falou nisso. Não sou nada contra tatuagem, mas tem que ter idade pra depois não se arrepender. Na adolescência fazemos o que nos amigos fazem. O que achamos que está na moda. Por isso pedi para esperar e amadurecer a idéia mais pra frente. Pronto. E em relação a namorado, ele não é muito de namorar. Uma vez que sempre deixo bem claro. Não aceito hospedagem noturna em minha casa. Se for um namoro sério, tudo bem, mas galinhagem não. Tenho uma menina e o irmão é o principal exemplo de respeito, quando temos mais de 1 filho. Bom!! Meninas.. falei pelo cotovelo né. Fiquei feliz em partilhar minha experiência com vocês. Amei os comentários e faço parte das mães que concordam em dar certa liberdade sim. Beijos a todas as mães que buscam educar bem seus filhos.

  • JOSE RENILDO TAVARES disse...

    Conversar com sua mãe e seu pai ajuda muito. Chamar para conversar, o rapaz ir até sua casa e pedir em namoro ainda mostra que os pais quem dita as regras. Não é chegar chegando. Tem que ter respeito e pedir permissão. Apresentar a sua família. Não vai pensando que de Primeira já vai dormir na casa da sogra. Kkk leva tempo pra obter confiança. Como mãe confio, desconfiando. Conversem com seus filhos. Vejo muitos pais ditando regras que só existem em suas cabeças. A grande maioria NÃO sabe o que se passa na vida de seus filhos. Os pais não conhecem os amigos de seus filhos, não sabem com quem anda, o que fazem. Tudo porquê não há diálogo. O adolescente não vai chegar te contando tudo, como se fossem coleguinhas de escola. Temos que moldar isso, assim também com os filhos. Querem liberdade? Querem namorar as claras? Levar namorados pra casa? Converse com sua mãe. Só você é ela chegarão a um ponto de partida. Troca de relação entre as famílias ajuda muito. Não que seja algo demais, mas temos que saber o quão confiáveis são. Isso com o tempo nos faz confiar nos pais do namorado. E vem com o tempo. Convidar todos para um almoço e se conhecerem melhor. Não é tudo do dia pra noite. Tem que ser natural. O namorado tem que ter coragem para enfrentar as feras. Kkk quê namorar? Tem que passar pela peneira. Acho engraçado, a menina namora, mas o rapaz não que levar um não?? Se gosta da menina, cria coragem e vai na casa dela e pede pede permissão. A única coisa que pode acontecer de pior e receber um NÃO. Faz tudo direito e seja respeitoso e educado né. Os adolescentes querem tudo pra ontem. Não é por aí.

  • Anônimo disse...

    Tenho uma filha e moro com meus Pais e mesmo assim, eles não deixam meu namorado dormi aqui, temos que namorar no sofá só de beijinho,e já namoramos a 04 meses Eu tenho vontades, Muitas vontades. É eles acho que esqueceram que quando me prenderam eu fugia e depois apareci grávida!

  • Anônimo disse...

    Como os comentários acima ja responderam se não deixar em casa, vão da um jeito de acontecer em outro lugar. Você dando um pouco de liberdade, mas impondo regras , você evitará conflitos futuros. Deixe o namorado dormir em quartos separado, respeitando sua casa e a você. Não sou mãe, mas sou filha e sei muito bem como é

  • Anônimo disse...

    Nossa,queria tanto que minha mãe fosse assim ,conversarsse comigo sobre o assunto me orientasse , eu vez de criticar!!

  • Pedroobravo disse...

    Meu nome é Pedro, tenho 17 anos e namoro à 2 anos, minha mãe não deixa eu dormir com minha namorada em minha casa, porém não adianta, como muitas mães disseram a qui se não faz em casa... Faz na rua, o que é extremamente pior, pois lá ninguém tem controle de nada, e em umas dessas pode acontecer de você não ter preservativos, ai que entra o problema, não adianta serem ignorantes e dizerem que o seu filho não vai fazer sexo, porque isso não existe, o dever de vocês é educar o adolescente, pois como vocês pais nós filhos também possuímos vontades e ficar fazendo proibições não vai adiantar NADA

    Minha família me educou sexuamente, e a família da minha namorada também educou ela, e esse é o caminho,

    Cresça o pensamento não viva no passado
    A ditadura ja acabou faz tempo
    E os tempos mudaram
    A informação chegou
    E vocês não devem ficar para traz

  • Anônimo disse...

    Olá , tenho 15 anos e o meu namorado 19 anos. Conhecemo-nos à 3 anos e namoramos à certa de 8/9 meses .. Contei à minha à cerca de 5 meses , tinha medo da reação dela mas ela já estava desconfiada e aceitou na boa. Temos bastante intimidade mas os meus pais não sabem , e a minha mãe nunca teve essa conversa de sexualidade comigo , também nunca tivemos oportunidade e ' confiança ' para tal. No verão queria ir dormir a casa de férias dele na praia com ele ( namorado ) e a família dele , mas não sei se a minha mãe vai aceitar por causa da minha idade e de ter medo talvez do que façamos. Acham que a minha mãe vai deixar ? O que posso dizer para deixar ? Ajudem !!! Obrigado

  • Anônimo disse...

    Acho certo os pais terem dialogo com os filhos. Eu não tenho dialogo nenhum vivo estressada, ansiosa, nervosa e nao posso fazer nada , porque a unica resposta que eles me dao é que sou muito mal humorada. Não consigo ser tranquila numa casa onde te impedem de tudo (maximo q posso chegar em casa 22:30) , tenho que mentir porque nao deixam eu frequentar a casa do meu namorado. E nao deixam ele frequentar aqui tbem a nao ser q estejam juntos, acho ridiculo por isso nem convido ele p vim aqui. Ja fazem 3 anos d namoro e tenho 19 anos, e a unica coisa que escuto 'eh q quero me mandar". Nao quero m mandar so queria uma convivencia boa , eu amo esse guri d vdd!!!!! E se o problema for sexo (ja rolou) pena que aqui isso se torna um tabu

  • Anônimo disse...

    Nossa,queria que minha mãe tivesse esse pensamento.

  • Anônimo disse...

    mano , nada ver sua opinião , vc deve ser daquelas pessoas que casou virgem , e muito melhor que algo ocorra com permissão dod pais do que escondido ... pensamento arcaico

 

©Copyright 2013 - Todos os Direitos Reservados - Toninha Ferreira Mundo Mãe | Design By Arte e Design