Dicas de Convivência com seus Adolescentes

16 de maio de 2014 12 comentários

Quando falamos em filhos adolescentes já logo ficamos de cabelos arrepiados pois nem sempre é marcado de harmonia. Pais de filhos adolescente tem discussões, críticas e muitos desentendimentos. E na maioria das vezes vira é uma rotina. E o que fazer?
É o que sempre digo aos pais de adolescentes, para melhorar uma relação, nada que uma boa conversa séria não dê jeito. Faça disso sua rotina diária com os filhos, não importa a idade deles, mantenha um diálogo aberto, sincero, livre de preconceitos e julgamentos. Confira algumas dicas que podem melhorar a convivência entre vocês:

1. Imponha limites, mas  explique os motivos das regras.

2. Crie momentos gostosos, convidando o seu filho a fazer qualquer atividade que possam compartilhar, fazer compras, ir ao cinema, andar de bicicleta... é uma boa oportunidade de manter conversas relaxadas e descontraídas. Boas risadas sairão.

3.  Elogie e confie no seu adolescente, para que possa adquirir uma imagem positiva de si mesmo.

4. Incentive-o a participar de esportes, música, arte, dança ou outras atividades que queira fazer, estimulando a autoconfiança.

5. Evite críticas exageradas, como por exemplo, em relação à decoração do seu quarto ou à maneira de se vestir. Apenas intervenha se o comportamento de seu filho for prejudicial, ilícito ou violar os seus direitos.

6. Seja flexível. “Se o seu filho é responsável e cumpre com as suas obrigações, reveja as regras e ceda um pouquinho”, orienta a psicanalista.

7. Permita que ele aprenda com suas próprias experiências e erros, para que saiba assumir a responsabilidade sobre suas decisões e ações. No entanto, interfira caso ele pretenda fazer algo perigoso ou ilegal.

8. Mantenha distância quando o adolescente estiver mal-humorado. Deixe-o tranquilo e respeite sua intimidade.

9. Evite que seus próprios problemas e pressões do dia a dia acabem prejudicando o relacionamento com seus filhos. Observe-se, cuide-se e, sobretudo, evite o estresse.

10. Dê o exemplo. “A educação dos filhos não se dá pelo que é falado, mas, sim, pelas atitudes e pela coerência entre o que é dito e o que é feito pelos pais”, explica Blenda.


12 comentários:

  • Francisca Lipski Marinho disse...

    Toninha!
    Minha filha ainda é pequena, mas vejo o quanto é difícil educar, e muitas vezes fico pensando como será quando for adolescente? Obrigada pelas dicas.
    Bjs, Fran
    www.minhaprincesasophia.com.br

  • Cris Philene disse...

    Amiga... fico aqui pensando no Joseph adolescente... acompanhando suas super dicas, bjsss

  • Roberta Aquino disse...

    Ainda não cheguei nessa fase .. falta um pouquinho .. mas penso em fazer exatamente assim .. estou guardando todas as suas dicas amiga .. que pra mim é um grande exemplo de mãe de adolescentes .. bjs

    Roberta Aquino
    Diário de uma Princesa

  • Isabelle Joanne disse...

    Gostei dessas dicas, sou uma filhinha adolescente e sei que por vezes deixo a mamãe louca sem saber o que fazer quando tenho uma crise de "choro sem motivo" ou de repente fico mal humorada e fecho a cara pro mundo. Mas na maior parte do tempo, me esforço para que tudo entre nós corra bem, e minha mãe continua sendo meu exemplo e amiga! Acho importante também que se possível, seja REALMENTE amiga dos filhos, participando do convívio com os amigos dele, não tentando agir como se tivesse a idade dele, mas realmente como se fosse mais velha e se importasse com tudo aquilo e com o que ele está passando, mas dando o espaço e a liberdade para que possamos "voar".

    Beijos
    http://irmacorujando.blogspot.com.br/

  • Leidiane Souza disse...

    Estou muito longe de passar por isso, mas informação é sempre bem vinda! Amei
    Bjs

  • Nal Pontes disse...

    Oi, Já passei por essa fase e sei q é a mais difícil, parabéns pelo poster e pelas dicas muito uteis. Desejo a vc um final de semana maravilhoso. Bjssss

  • Shairane Mello disse...

    Nossa eu fui bem complicada na minha fase aborrecente rsrsrs
    Muito bom vc dar essas dicas amiga!
    bjcas
    http://estou-crescendo.blogspot.com.br/

  • Nana Pinho disse...

    Com certeza o limite é uma das coisas que desde pequeno se impõe e ensina, assim crescem acostumados a ele e não o veem como coisa negativa!Ser flexivel é com certeza a melhor saida!
    Adorei!
    Tenha uma semana abençoada!!! Beijos, Nana ღ
    Blog 1 | Blog 2 | #100HappyDays

  • Simeia Silva disse...

    Ai amiga, deu até um frio na barriga,kkk, essa fase é muito complicada as vezes, tenho uma irmã de 10 anos e tudo ela quer fazer ao contrário do que minha mãe diz pra ela.Penso quando chegar minha vez,kk.
    bjs

 

©Copyright 2013 - Todos os Direitos Reservados - Toninha Ferreira Mundo Mãe | Design By Arte e Design