Fale aí educador!?

5 de março de 2014 14 comentários


Já começa logo no primeiro dia de aula. Como gostaria de ser chamado pelos pais e pelos alunos. Muitos chamam de tia, prô, fessora, prof e de outros jeitinhos mais. Alguns professores não ligam muito de ser chamados assim, mas há aqueles que realmente se importam.  Ao ponto de dizer que não são professores, mas sim educadores. O inverso também ocorre. Há os que dizem que ensinam o conteúdo das disciplinas somente, e, que a educação, essa vem de casa.

Particularmente, gosto muito de ser chamada de tia, porém não digo nada aos alunos. Acredito na ideia de que cada criança tem sua própria vivência e deve me chamar do que se sente mais confortável pra ela. Considero-me tanto professora, quanto educadora, pois crianças passam 4 horas diárias em uma sala de aula e outras chegam a ficar 8 horas diárias na instituição escolar. Claro que as atividades são diversificadas para cada nível escolar o que me leva a crer que nós também fazemos parte de sua educação. O modo como a criança deve se comportar na escola depende do que nós vamos ensinar a ela. Tenho observado que professores que costumam pegar muito no pé dos alunos maiores, atribuem a falta de educação aos pais. E isso não é totalmente a verdade. Acho isso errado, pois me leva a pensar o que eu como educador e professor estou fazendo para que a criança melhore?

Na maioria das vezes percebo que transferir as responsabilidades para os pais ou para outra instituição de ensino é a melhora saída momento. E criticar sobre um aluno ou outro que não anda conforme as suas regras, já virou rotina. Percebo isso principalmente nos conselhos de classe, nas reuniões de pais e nas conversas individuais. Tem pais que buscam saber de seus filhos, e outros até sentem aliviados por estarem na escola. Assim sobra mais tempo para ficar sozinhos e fazer outro tipo de coisa. Caro que tem suas exceções. Cada professor fala de um aluno “problema” como senão houvesse solução para o que está acontecendo no momento.  A parceria pais e professores são fundamentais ao bom desenvolvimento e desempenho da criança na escola, bem como à educação. Somente os pais ou somente os professores não são capazes de fazer essa tarefa solitária, pois um complementa a tarefa do outro.



14 comentários:

  • Aliny Leal disse...

    eu acho que a educação vem de casa com os exemplos que se dá , os professore s com certeza podem ajudar tb , pq não , Aluno problema acho sim que tem solução , meu primo era assim , depois de muitas reuniões daminha priam com os professores emuita conversa com ele hoje ele é um garoto exemplo
    beijos
    onossonude.blogspot.com.br

  • Juliana Pelizzari Rossini disse...

    Concordo com vc, um complementa o outro... Pais e professores precisam se unir, conversar e chegar a uma forma de ajudar cada criança que esteja precisando...
    Gostei do seu post.
    beijos
    Ju
    http://www.maesemfronteiras.com.br/

  • Shairane Mello disse...

    Nunca entendi essa história de não gostar de ser chamado de professor e sim educador, ser professor é motivo de orgulho na minha opinião.
    bjcas
    http://estou-crescendo.blogspot.com.br/

  • melissa disse...

    Parceria é a palavra chave!
    Eu não me importo se me chamam de tia, professora ou Melissa! Mas adoro quando escuto aquela vozinha mais fofa do mundo, dando suas palavras palavrinhas,chamando: Tia Mel!! Me derreto toda!

  • Leila Nassif disse...

    Percebo diferenças com alguns professores.Mais o que são mais solicitos, são os que mais conseguem
    resultados. Procuro sempre ser parceira dos professores de meus filhos, o resultado é muito melhor.
    Bjs
    http://soumaedecinco.blogspot.com/

  • Bruna Gabriela disse...

    Eu sempre chamei de "Fessora" coisa de criança rsrs
    Com as educadoras do Davi não perdi o Costume de chama-las de "Tia" rsrs

    Beijos
    Diariodematernidade.blogspot.com

  • Leteia Bispo disse...

    Muita responsabilidade um professos
    Eu quando pequena chamava de pró todos rss
    Bjus
    http://segredosdaluma.blogspot.com.br/

  • Rafaella disse...

    Tem que amar a profissão, e isso falta em muito professor...
    Sei que não pe facil, a educação da criança tem que vim dos dois lados, mas tem professores que acham que a única função é ensinar que 2+2=4 e pronto...
    É muito bom ver que pessoas que pensam como você :)
    Bjs

  • Nal Pontes disse...

    Oi, vim aqui parabenizar vc mulher linda, inteligente, guerreira e abençoada, como todas as mulheres que tem sempre uma luta para conquistar. Que este dia seja de muita paz no seu coração. bjsss

  • Leidiane Souza disse...

    A parceria é muito importante, não adianta um querer jogar a educação nas costas do outro, cada um tem que fazer sua parte pensando sempre no aluno/filho.
    Beijos

  • Ludmyla Bento disse...

    É triste mais muitos professores não tem amor pelo que fazem. Concordo sempre que tem que ter parceria entre pais e professores.

    Beijos

  • Xelly Dantas disse...

    Toninha confesso que nessa mudança de escola da particular para a publica eu fiquei com receio de como chama-las ate no dia da matricula eu perguntei pra diretora como seria que ele deveria chamar, de onde ele vinha era tia e era festa, um dia antes havia passado com ele numa pediatra super mal educada onde sem querer tentando acalmar o Rafa eu disse calma a tia não vai te machucar... ixiii pra que?! A mulher me deu um grito dizendo q nao era tia e sim Dra. :( fiquei super sem graça... isso so reforçou meu medo de como chama-las ... mas tem sido de boa todas são chamadas de tias por ele e nao vejo que elas sintam problemas nisso.. adorei o post!! bjinhos

    maeapaixonada.com

 

©Copyright 2013 - Todos os Direitos Reservados - Toninha Ferreira Mundo Mãe | Design By Arte e Design