A importância da monitora

11 de julho de 2013 15 comentários
A Monitoria consiste em saber onde seu filho está, com quem anda, quem são seus amigos, a que horas volta etc. É o conhecimento da vida de seu filho.

No dicionário, a palavra monitoria é definida como manter a guarda ou checar como um meio de controle. Essa definição é similar à empregada nesse trabalho. Assim, a Monitoria deve ser entendida como um conjunto de comportamentos dos pais que envolvem atenção para a localização de seu filho, para suas atividades e
formas de adaptação.

A Monitoria ou supervisão do adulto (pais, educador etc.) deve proporcionar para a criança um conjunto de regras sobre aonde deve ir, com quem pode associar-se etc. E mais, ela deve estabelecer limites para a criança. Quando as regras não forem seguidas faz-se necessária a utilização da disciplina consistente, mas, atenção, sem ser autoritário com a criança.

Importante

Ao exercer a Monitoria ou Supervisão do filho não seja autoritário (muito exigente e dando pouco carinho). Além disso, você não deve ser muito exigente, a ponto de não respeitar a individualidade da criança e, tampouco, permissivo demais, tornando-se negligente. Exigindo em demasia, sendo autoritário ou negligente, você estará afastando a criança de você, além da possibilidade de causar danos à autoestima do seu filho, levando-o até apresentar comportamentos pouco saudáveis.

A Monitoria deve ser uma ação calorosa e compreensiva, permitindo a autonomia psicológica da criança.

Acompanhar ou monitorar positivamente o crescimento de uma criança requer compartilhar com ela interesses. Isso significa não apenas dizer que a ama, mas demonstrar afeto, carinho, atenção nas atitudes conjuntas dos pais e da criança.

Os pais ou os adultos cuidadores são modelos para a criança, desde o seu nascimento. Assim, olhar para um bebê com um sorriso no rosto mostra a ele que você está feliz com esse contato e que ele é amado e respeitado. Contatos de pele, abraços, beijos, afagos são expressões de afeto importantes para desenvolver a empatia entre o adulto e a criança e, mais tarde, isso será muito importante para a criança poder relacionar-se de forma saudável com outras crianças.

Você sabe o que é empatia?

Trata-se de uma habilidade fundamental para vivermos em harmonia na sociedade: ser capaz de se colocar no lugar do outro, calibrando nossas emoções com o que o outro está sentindo, por exemplo: demonstrar tristeza quando um amigo cai e se machuca, alegria quando o irmão ganha um presente etc.

Falar de forma branda e tranquila é uma forma de acalmar a criança e mostrar que ela está segura naquele ambiente. É nas relações com o adulto que a criança desenvolve a auto-estima, a segurança, as habilidades de relacionar-se com as outras pessoas e de resolver problemas. Enfim, é assim que ela desenvolve comportamentos úteis para o convívio social.

Sugestões para o exercício adequado da Monitoria 

• Escolher um momento diário para a convivência da família, ou seja, das pessoas que vivem na mesma casa, é uma ótima estratégia. Pode ser na hora do jantar, por exemplo, ou no momento em que se reúnem no sofá da sala para relaxar antes de ir dormir. Esses momentos devem ser tranquilos e sem ruídos (evitar brinquedos barulhentos, aparelho de som ou televisor ligado, por exemplo).

• Nesses momentos, procure conversar com seu(s) filho(s), não só falando, mas também ouvindo, respeitando o que a criança tem a dizer. Durante esses momentos de diálogo deixe seu(s) filho(s) à vontade para falar, até que se torne uma prática natural para a criança falar espontaneamente sobre os seus amigos, onde gosta de ir e a atividade que prefere. Portanto, nesses momentos, procure promover a expressão de sentimentos de seu(s) filho(s).

• Adquira o hábito de conversar com seu(s) filho(s) sobre o dia dele(s) na escola, perguntando a ele(s) como foi a aula, como foi a interação com o professor e com os colegas, se brincou, o que mais gostou etc. Procure ouvi-lo(s) com atenção. Essa prática pode se estender às outras atividades seu(s) filho(s).

• Procure observar seu(s) filho(s) e ajudá-lo(s) a resolver problemas, mas respeitando a individualidade e privacidade dele(s).

• Mesmo que esteja bastante envolvida com os seus afazeres de trabalho ou pessoais, não deixe de dar atenção ao(s) seu(s) filho(s), escrevendo um bilhete, um recado por telefone etc.

Dicas

A Monitoria é o melhor caminho para um diálogo saudável com seu(s) filho(s), pois além de construir um relacionamento franco com ele(s), permite conhecer aspectos da vida da criança que possibilitarão a condução adequada da sua educação. 




15 comentários:

  • Cristiene Mandarini disse...

    Boa tarde toninha passei para te deixar o meu abraço e desejar uma noite cheinha de paz ,bjs.http://crismandarini.blogspot.com.br/

  • Andreia Cristina disse...

    Toninha, que maravilha esse texto!

    Muito bom saber mais sobre o significado de monitorar. Hoje tem sido tudo tão difícil...eu tenho muitos amigos que são professores e eles tem "reclamado" tanto da ausência dos pais sabe?

    Muito importante supervisionar sim, saber com quem andam e onde estão nossos filhos. Isso pode evitar surpresas desagradáveis.

    Beijo!

  • Donetzka Cercck L. Alvarez disse...

    Obrigada pela visita,amiga!

    Saudades e muitas!

    Estou retornando aos poucos,pois ainda não enxergo bem e vou operar o outro olho ainda em agosto!

    Beijos e linda semana

    Donetzka

  • Mariana Santos disse...

    Estou de volta!!!!
    Reativei meu blog e espero sua visita para as novas postagens, estou cheia de novidades para contar. Gostei muito desse post, é tão bom acompanhar as crianças, estou tendo varias experiência e fico maravilhada com tudo que eles fazem. Estarei sempre aqui para ler suas postagens, me engrandecem como pessoa, estudante e profissionalmente. Parabéns e Sucesso! Bj

  • Tatty Nunes disse...

    Que bom saber o que é monitoria e saber a sua importancia na nossas vidas, e é como vc disse é monitorar sem ser autoritario
    Bjos
    Tatty
    http://diariomaedeprimeiraviagemtatty.blogspot.com.br

  • Andrea Charan disse...

    Fui monitora de acampamento de férias e aprendi muito com isso.... bjs Coisas da LaAra

  • Cida Kuntze disse...

    Oi Toninha!!!
    Achei muito legal e útil esse texto. Ótimas dicas.
    Um beijo bem carinhoso e fica com Deus.

  • dona de casa também se arruma disse...

    Bem amiga aqui em casa eu até que tento,mas as vezes é necessário ser mais rígido sabe,por que só conversar brando não adianta,mas sempre sou carinhosa e tento seguir as dicas que vc colocou.
    http://blogdonadecasatambemsearruma.blogspot.com/
    http://deusguianossospassos.blogspot.com/

  • Fernanda Holt disse...

    Oi Toninha, bem bacana o post. Ainda não sou mãe, mas tenho certeza que essas dicas ainda me serão bem úteis.
    Beijos

  • Donetzka Cercck L. Alvarez disse...

    Muito bom isso,Toninha!

    Nem sabia que existia!


    Abra meu blog sempre que puder,pois estou com dificuldades de conexão e gasto muitos minutos para abrir blogs amigos.


    Obrigada pela visita.

    Saudades e muitas!

    Estou retornando aos poucos,pois ainda não enxergo bem e vou operar o outro olho ainda em agosto!

    Beijos e linda semana

    Donetzka

  • ♥ Nanda ♥ disse...

    amiga to nessa fase com minha Isa
    tento monitorar sem
    ser exigente
    e nem negligente
    amei as dicas amiga
    ótimas
    estarei me observando mais
    e vendo o que vou fazendo
    linda noite bjs

    http://sermamaepelasegundavez.blogspot.com.br/

  • Mamães em Rede disse...

    Oi Toninha, lá na escola tenho dois alunos com acompanhamento de monitoras. Um trabalho muito bonito e de muita paciência.

    Bjus.
    Genis
    http://www.reciclandocomamamae.com/
    http://www.mamaesemrede.com/

 

©Copyright 2013 - Todos os Direitos Reservados - Toninha Ferreira Mundo Mãe | Design By Arte e Design